Como trabalhar com alguém que você odeia

Há alguém de quem você não goste no trabalho, que te faça querer sair voando pela porta da rua todos os dias? Se a resposta é sim, você não está sozinho. “Isso é parte da condição humana”, afirmou Robert Sutton, professor de Ciência de Gestão e Engenharia da Universidade de Stanford e autor dos livros “Bom chefe, Mau Chefe” e “Chega de Babaquice”, ao blog Best Practices, da Harvard Business Review.  Segundo ele, evitar pessoas das quais não gosta é geralmente uma tática de sucesso, mas isso não é sempre possível no local de trabalho. “Algumas pessoas estão lá, você goste ou não”, afirmou Daniel Goleman, co-diretor do Consórcio de Pesquisa em Inteligência Emocional nas Organizações da Universidade Rutgers e autor do livro “O Cérebro e a Inteligência Emocional: Novos Insights”.Odiar alguém no trabalho, no entanto, pode afetar negativamente as suas atitudes e performance. Para não desperdiçar energia e saber controlar suas emoções, veja algumas dicas publicadas pelo blog Best Practices. Gerencie suas reações Goleman sugere não pensar nas atitudes daqueles que te irritam e sim pensar em como você reage. É de longe muito mais produtivo focar em seu próprio comportamento, porque você pode controlá-lo. Para fazer isso, pratique um método de relaxamento diário. Isso irá “aumentar sua habilidade de controlar o estresse, o que significa que essa pessoa irritante não irá amolá-lo mais”, disse ele. Guarde o ódio para si mesmo Não diga para as pessoas “Tem algo sobre fulano que eu não gosto, você concorda?”. As pessoas sempre têm uma tendência a esperar por confirmações de suas opiniões, mas nós devemos resistir a isso. “Porque nossas emoções são contagiosas e podem nos fazer cair”, afirma Sutton. Reclamar sobre alguém no seu trabalho pode refletir negativamente em você – que acaba com a fama de “não profissional”. Escolha o seu network com cuidado, de preferência fora do trabalho. Será inveja…? Pense sobre o que você não gosta naquela pessoa. É algo específico que te incomoda? É apenas porque essa pessoa é diferente de você? Faz lembrar seu pai? Você deseja ter o emprego dela? Ciúmes e outras emoções negativas podem nos fazer maltratar erroneamente os outros. “Quando alguém faz algo melhor do que nós, a tendência é desprezá-la”, afirmou Sutton. Foque no seu comportamento e não nas coisas que te aborrecem. Isso irá ajudá-lo a discernir o que é estereótipo e o que você realmente não gosta. “Comece com a hipótese de que essa pessoa faz coisas que não te agradam, mas é uma boa pessoa”, afirma Sutton. Para entender isso, tente assumir que você também é parte do problema. Seja honesto com você mesmo. “Se em todo lugar há alguma pessoa que você odeia, é um mau sinal”, diz Sutton. Gaste mais tempo com quem você odeia “Um dos melhores caminhos para começar a gostar de alguém é trabalhar em um projeto que exija coordenação”, afirma Sutton. Isso pode não parecer muito “racional”, mas trabalhar com essa pessoa pode fazer com que você a entenda melhor e, de repente, desenvolva alguma empatia. “Você pode sentir compaixão em vez de irritação”, afirmou Goleman. Talvez você descubra as razões para as atitudes dessa pessoa: estresse em casa, ou pressão do chefe, por exemplo. Quem sabe você não tem experiências mais positivas com essa pessoa?” Mas isso não é válido sempre. “Se for uma pessoa que violou seu senso de justiça, essa será uma péssima estratégia”, afirma Sutton. Considere dar um feedback Mas proceda com cautela. Depende de quão habilidoso você é para ser um comunicador e como será a receptividade dessa pessoa. “Se você sentir que ela pode dar abertura e que você pode ter uma conversa civilizada, vá em frente”, afirmou Goleman. Mas se você suspeita que essa conversa possa criar algum conflito pessoal, não se arrisque. Adote uma atitude de “não me importo”Se o feedback não der certo, pratique a “fina arte de distanciamento” e não dê a mínima para essa pessoa. Ignorando os comportamentos que te irritam, você irá neutralizar o que te afeta.

Fonte: época negócios

Este post foi publicado emNotícias. Bookmark o permalink. Comentar ou deixar um trackback:Trackback URL.
  • Envie seu currículo

  • Vagas disponíveis